“‘A Máquina’ e ‘A Batalha de Austerlitz’” – Por André Ferreira de Barros

“‘A Máquina’ e ‘A Batalha de Austerlitz’”Como fiquei muito afastado deste prestigiado canal, ainda tenho prosa para colocar em dia com meus amigos. Sempre imaginei a reação do Sr. Mário Bittencourt diante do espelho, ao acordar. Seria algo do tipo: “Espelho, espelho meu, existe alguém mais inteligente (bonito, sagaz, competente, etc) do que eu”. Na […]

Continue lendo

“Chega, Diniz! Chega, c*r*l*o!” – Por André Ferreira de Barros

“Chega, Diniz! Chega, c*r*l*o!” Sr. Fernando Diniz, não entrarei no mérito do onze que o senhor manda a campo. Nesse particular, presume-se, a seu favor, que entram, sempre, os melhores jogadores. Baita concessão de minha parte! Ressalvado isso, Sr. Fernando Diniz, chamo-lhe a atenção que, para além das cláusulas constantes do contrato que o senhor […]

Continue lendo

“Tem ‘nêgo bebo’ aí” – Por André Ferreira de Barros

“Tem ‘nêgo bebo’ aí” Em primeiro lugar, convém justificar a minha longa ausência neste espaço – notada, e sentida, por três ou quatro amigos fiéis: fui diagnosticado com Síndrome Parksoniana e padeço de um invencível enrijecimento muscular. Não há como, sem ajuda de terceiros, digitar ou mexer no mouse. Em segundo lugar, o título deste […]

Continue lendo

“O idiota perfeito” – Opinião André Ferreira de Barros

“O idiota perfeito”Dizem que, neste universo, à exceção do Criador, nada nem ninguém é perfeito. No entanto, se diante de um dos muitos fracassos do Fluminense, você brada algo como “… antes brigávamos lá embaixo, hoje, aqui em cima…”, você é perfeito.Um perfeito idiota!!! Desses sem os quais o Sr. Mário Bittencourt não sobreviveria um […]

Continue lendo

“Você já se perguntou como isso aconteceu?” – Opinião André Ferreira de Barros

“Você já se perguntou como isso aconteceu?” Muitas vezes, diante duma situação dantesca, tomados por grande estupefação, perguntamo-nos: “Como, meu Deus, isso foi acontecer?” Passando em revista a ilustração que encima este texto, deparamo-nos com quatro situações pra lá de inusitadas ou, melhor, esdrúxulas.Tenho explicações para três das quatro dessas situações. Na primeira foto, o […]

Continue lendo